A participação de Jenna Coleman seria diferente em Twice Upon a Time

 

No roteiro original, a interação entre Clara e o Doutor de Capaldi aconteceria de outra forma.

O especial de Natal do Doctor Who do mês passado foi repleto de retornos emocionantes. Desde a volta dos companions Bill Potts (Pearl Mackie) e Nardole (Matt Lucas) até a participação de David Bradley em uma nova versão do primeiro Doctor (originalmente interpretado por William Hartnell na década de 1960).

E talvez o retorno mais surpreendente tenha sido da companion anterior, Clara Oswald, dando um último adeus ao Doutor do Peter Capaldi (graças às memórias dela que estavam armazenadas no Testimony, um alien robô feito de vidro) em uma curta e emocionante cena perto do final do episódio.

http://paralysedbeaver.tumblr.com/post/168933703212

Entretanto, agora sabemos que os planos originais para essa cena eram bem diferentes. Devido à agenda corrida de gravações de Coleman para a série da ITV, Victoria, a cena teve que ser reescrita diversas vezes para que Clara fosse inserida na história.

“Teria sido uma grande perda se Jenna não pudesse participar” disse a diretora de ‘Twice Upon a Time’, Rachel Talalay, para última edição da Doctor Who Magazine.

“Deus sabe o quanto ela está ocupada. Não se trata de ‘Eu não quero fazer isso’. É mais para ‘Eu sou a protagonista de uma grande série e você me pede para encontrar tempo e participar do seu especial.’”

Originalmente, foi planejado que a Clara apareceria ao lado dos outros companions de Peter Capaldi, Pearl Mackie e Matt Lucas, nas cenas finais do episódio, com o trio interagindo antes da cena final neste diálogo:

Doctor: “Mas vou lhe confessar uma coisa. Eu sempre preferi você”.

Clara: “Preferiu quem?”

Bill: “Qual de nós?”

Nardole: “Eu sei”.

A sequência seria concluída com o Doctor dando uma risadinha maliciosa e andando para trás em direção à Tardis mas, infelizmente, tudo teve que ser mudado já que a agenda da Coleman estava cheia demais.

“Eu reescrevi, e reescrevi e reescrevi tudo que foi possível dentro da agenda da Jenna”, disse o autor do episódio, Steven Moffat.

“Não conseguimos ter Jenna no nosso set. Não conseguimos colocar os três companions ali juntos. Mas ela fez uma participação mágica no campo de batalha, a qual tivemos que filmar separadamente alguns dias depois que o resto do episódio já estava finalizado.”

Na versão final da cena, ao invés de vermos o Testimony da Bill se transformar na Clara, ele entrega a mensagem e então volta a ser Bill pouco antes do retorno de Nardole, através do efeito criado pelas filmagens de Coleman e do Capaldi feitas separadas com o uso de alguns incríveis efeitos especiais.

“Peter teve que atuar para uma bola de tênis, assim como a Jenna, em um fundo verde, no antigo estúdio de ‘Top Gear’, no centro de Londres, com carros de bombeiros passando”, recordou Talalay.

“Ambos tiveram que entender toda aquela história juntos, seus dois anos juntos, sem que nenhum dos dois tivesse de fato estado juntos.”

“É extremamente difícil fazer essas combinações de modo a parecer que eles realmente estiveram fisicamente juntos. Mas eu acredito que nós conseguimos.”

E no final, essa mistura acabou tendo um significado especial quando Steven Moffat fez sua reverência final a Doctor Who.

“Meu último momento de produção não foi nenhum dos que qualquer pessoa imaginaria; ele aconteceu no estúdio de ‘Top Gear’, na antiga TV Centre – que agora é escritório internacional da BBC – com a equipe reduzida, e Rachel, e Jenna,” disse. “Esse foi de fato meu último momento em Doctor Who. Na antiga TV Centre. Como deveria ser.”

“Toda história é sobre memórias, e Steven Moffat, em sua inigualável genialidade, conseguiu incluir a Clara nisso”, acrescentou Talalay.

“O fato do Doctor, tendo perdido suas memórias da Clara, ter conseguido recuperá-las no episódio de Natal, para mim foi algo incrível.”

Fonte: Radio Times

Ambientalista por formação, tradutora nas horas vagas, whovian carioca e viciada em livros, filmes e séries. Fã de ficção científica, especialmente quando envolve viagem no tempo.

Nos acompanhe e curta nosso conteúdo!

Este post tem um comentário

  1. Bem compreensível a falta de tempo da Jenna, visto que Victoria teve um especial de Natal de 90 minutos.
    Mas como grande fã de Clara Oswald, fiquei feliz com a aparição dela em Twice Upon a Time, mesmo que não tenha sido exatamente como inicialmente planejado e que a cena tenha ficado um pouco artificial pela montagem. Valeu a intenção! Pelo menos o Doutor recuperou suas memórias.

Deixe uma resposta

Fechar Menu