Steven Moffat comenta sobre a saída de Jenna Coleman

Todos nós sabemos que Jenna Coleman deixará Doctor Who nessa temporada e se você tiver pelo menos um pouco de sentimento, ficará triste com isso. Clara Oswald passou da incômoda Garota Impossível para um personagem real com truques, defeitos e um sotaque de Blackpool. Volte para quando ela estreou na série e a compare com agora, é surpreendente.

Moffat está fazendo o possível para não colocar sal na ferida. Ele contou ao público que estava presente na London’s MCM Comic-Con que Jenna o perguntou se ele poderia não escolher a próxima companion enquanto ela ainda estivesse por lá. O pedido o faz lembrar de quando ela estava do outro lado da história e estava prestes a se tornar a nova companion da sétima temporada. Depois de ser anunciada nos jornais, ela apareceu pela primeira vez em Asylum of the Daleks, meses antes de sua esperada apresentação no especial de Natal.

“Eu me lembro de ter pensado em como foi difícil para Karen Gillan em Asylum of the Daleks. Ela entrou no trailer de maquiagem e, com minha sensibilidade de sempre, ali está Jenna!” disse Moffat. “Oi, eu estou tirando seu emprego e sua máquina do tempo de você!”

“Nós sempre usamos essa terrível palavra: companions. Mas eles são os protagonistas e as estrelas também. Desde o começo, com Barbara e Ian, esses personagens são o núcleo. É uma coisa grande quando eles vão embora, e isso assusta muito o Doctor toda vez,” Moffat explicou, “o que é uma coisa que eu gosto na série, nós não tratamos isso como um problema pessoal. Quando eles vão embora, é um grande acontecimento, e ele tem problemas de superar isso todas as vezes.”

O Doctor não é o único.

Fonte: radiotimes

Jornalista em formação paulistana de 18 anos. Ama o Peter Capaldi tanto quanto ama as sobrancelhas do próprio. Tem medo (muito medo) dos Weeping Angels e tédio de manequins. Se tivesse uma TARDIS, o primeiro rolê seria o Rooftop Concert dos Beatles. Depois impediria John Lennon de ser morto. *a very british bio*

Nos acompanhe e curta nosso conteúdo!

Este post tem 23 comentários

  1. Gostaria de dizer que não vou ficar em prantos.
    Mas eu sei que vou chorar litros quando a hora chegar.
    Por cautela, já comecei a separar caixas de lenço de papel extras para deixar perto do sofá

  2. É estranho! Até hoje, não superei a despedida de Rose Tyler, a defensora da terra, e, claro, senti pelas despedidas de todas as demais “companions”, Martha Jones, a garota de salvou o mundo, Donna Noble, a pessoa mais importante de toda a criação, Amy Pond, a garota que esperou, e seu parceiro, Rory, numa despedida prá lá de triste, assim como foi a do Matt Smith, até agora, acho que a mais triste de todas e, aí, nos apegamos à Garota Impossível, Clara Oswald, e seu olhos imensos, sua maneira de se impor, e, sim, lá se vai a Clara, também… Nisso tudo, fica uma sensação de vazio, esses personagens passam a fazer parte de nosso mundo, nossas vidas, nossos momentos….

    1. Eu ia dizer exatamente da Rose! Foi muito marcante pra mim, talvez por causa do romance, mas pra mim foi a mais emocionante.

      1. Para mim também. Sinto muita falta delaa!

    2. Não fala desse jeito é tão triste que eu quase choro a Rose,a Dona,a Marta,a Amy e o Rory e o Matt são os melhores só a Clara que é meio sem tempero

  3. Eu tenho uma teoria de que quando finalmente aceitamos que o anterior foi em bora e gostamos do atual eles tiram esse tbm e fica esse loop infinito

  4. espero que ela não sofra muito e vá em paz

  5. Bom dia, o site esta de parabéns, e eu preciso de ajuda, Não me lembro qual o episodio que aparece o relógio do doctor da serie atual, alguem pode me ajudar?

  6. eu devo ser uma pessoa horrível, minhas partes preferidas geralmente são quando vão embora e quando o Doctor regenera .-.

  7. É triste quando uma companion vai embora, mas é uma coisa que tem que acotecer em algum momento. Clara Oswald foi uma ótima companion (mesmo achando que ninquem supera a Donna) e eu sentirei saudades dela, mas a série SEMPRE tem que se renovar! novos doctors, novas/novos companions e isso é ótimo! sempre teremos coisas novas em doctor who, personagens novos, novas personalidades (doctor : P) e isso te deixa sempre animado para os novos episódios (de doctor “bowties are cool” a doctor “rock n roll” e mudando, sempre mudando). Clara Oswald sentirei saudades, mas que venha a/o próxima/próximo companion… porque doctor who é isso: renovação.

    1. Não superei a Dona até hoje rsrs, na minha opinião uma das mais tristes despedidas (para o espectador)

  8. Quem for se sentir mal que falem por si próprios, eu estou a um ano esperando o acontecimento depois de todo aquele arco ridiculo envolvendo o Danny Pink. Isso story-wise, claro, pela Jenna vai ser malzasso mesmo. Ela merecia personagem melhor.

  9. Sinceramente, creio que não vou ficar tão magoado. Claro, sou humano, e talvez chore um pouco, mas não como a despedida da Billie, da Karen, do Arthur ou do Matt. Desde antes de virar fã da série, quando via alguns episódios perdidos na Cultura, já preferia o 11° com a Amy, e, depois, com o Rory. Pra mim, sempre serão os melhores, e, como diz na notícia, a Jenna “não teve dó” da Karen, simplesmente queria seu papel antes da chegada dele, e agora quer sair antes pra depois buscarem outra companion? Não a odeio, sei que todos tem que sair da série, em algum momento, porém, nunca fui muito com a cara dela. De todas as companions, a considero uma das piores. Well, mas cada um com sua opinião, meus pêsames para quem gosta dela.

    1. Mas quem disse que a Jenna não teve dó da Karen? ELA pediu que não escolhessem o/a próxima/o companion enquanto ela ainda estivesse ali porque ela VIU a Karen sofrendo com isso quando a escolheram e a colocaram antes de o Arthur e a Karen saírem. O insensível da história toda é o Moffat, segundo palavras dele mesmo. Não temos como saber como tudo foi arranjado, mas, sinceramente, duvido muito que tenha sido pedido dela aparecer antes. Desde quando qualquer um pode “mandar” assim? Aparentemente, estava tudo no plot já.

    2. Te entendo cara! Quando comecei a ver a série meu maior problema era a Rose, porém do 9º eu gostava bastante e chorei demais quando ele virou o 10º que também chorei demais quando virou o 11º (meu favorito!) e quase me desidratei quando virou o 12º haha Gosto do Capaldi porém algumas vezes que fazem ele mais ‘pateta’ eu acho q não combina com ele, mas não sei pq com os Doctors eu me acostumo rápido, agora, a Clara, gente a Clara pra mim não desce nem com coca cola, acho chata demais e arrogantezinha ahahha

  10. Eu espero que coloquem alguém bem carismático, pq eu ainda não me acostumei muito com o Peter Capaldi… Na verdade meu preferido ainda é o David Tennant.

    1. O Peter ele é legal só o decimo segundo e que é mais frio ele praticamente quer que todos morram por ele. Então tente se acostumar ao maximo

      1. Personalidade do 12º não tem nada a ver com isso…

  11. Não sei se sou sem sentimentos ou o que, mas creio ter sido uma das únicas que deu graças quando a Rose e a Martha saíram e agora estou comemorando que a Clara vai embora também, diferente da Donna ou até da Amy a Clara foi/é uma personagem que não me cativa nem um pouco e me fez até perder um pouco do interesse em doctor who (simplesmente to num momento que não aguento mais ela :/ )

  12. Eu discordo frontalmente do MOffat que diz que a série é sobre os companions, pode até ter começado assim, mas se ficassem na Barbara e no Ian não teria durado nem a primeira temporada. Foi quando o Doutor passou a primeiro plano que a série deslanchou e durou 50 anos.

    Moffat foi aplicar essa idéia da companion como protagonista e isso desgraçou muito o peter capaldi que poderia ter sido um excelente doutor, mas tivemos na oitava temporada a pior temporada de toda a série moderna desde 2005. Clara, você é uma gatinha, mas seu personagem é chato pra caraco. Espero que sem você, quem sabe esse Doutor do Capaldi ainda possa dar alguma coisa, lampejos a gente vê, acho que o problema mesmo é esse “encosto” que ele carrega.

    1. Eu penso o contrário! Jenna é uma super atriz e dá o que a série precisa… energia, charme, romance! Peter sozinho estaria mais ou menos como os demais sozinhos… chato e sem graça! Aliás, a série precisa de uma repaginada, pois se não mudar o modelão, pode até ser boa aos ingleses, mas eu vejo meio que um filme B! E quando tem uma história de fundo que nos mantém querendo ver mais… pronto, isso acaba e lá virá uma acompanhante apenas para mais uma vez salvar o mundo! É preciso atualizar com mais do que isso, senão o mistério acaba!

  13. Geralmente é assim, quando há numa série uma dupla que combina.. tudo se vai! Não conhecia a série até este ano de 2016 e quando comecei ver isso procurei ver os demais episódios e temporadas! Clara e o Doutor têm tudo a ver e a combinação é única de todos que eu já vi, além de que Jenna e Peter são dois super atores! Mas, infelizmente isso chegará ao fim! Amei a série, de verdade, mas penso que o relacionamento deles tinha na história muito mais a ser explorado!A Tardis desembarcou agorinha no Brasil para o público em geral… mas, também vou descer por aqui! Sem dúvida, uma ótima série, mas esse troca troca me incomoda!Felizmente, milhões continuarão a gostar e ver e uma só pessoa não fará a mínima diferença! Mas, quanto a mim, vou voltar a ser o que sempre fui… uma “Trek”!! 🙂

Deixe uma resposta

Fechar Menu