Q&A com Neil Gaiman

  Q&A é abreviação para: Questions & Answers, ou seja, Perguntas e Respostas... Basicamente, internautas enviaram perguntas pros comentários, enquanto o Neil Gaiman selecionava perguntas e respondia as que gostava. SPT777: Por que você usou o console da TARDIS do Tennant? Eu teria amado ver uma versão mais antiga. Gaiman: Eu também. Mas não tinha como falar com nenhum dos produtores anteriores e pedir que mantivessem o set intacto. Porque eu criei a história antes que os Especiais da 4ª temporada fossem exibidos, e pude pedir a eles para manterem o interior da TARDIS do Eccleston. Ficou no estúdio por mais 18 meses, e eles mentiam a quem perguntasse porque ainda estava lá. @duncangeorge @hastydave: O velho argumento dos fãs (e piada) sobre os Time Lords poderem mudar de gênero na regeneração parece estar agora definido. Houve algum debate, ou desacordo em relação a isso? Isso pressupõe a aparição de uma Time Lady? E quem você gostaria que fizesse uma Time Lady? Gaiman: O estranho é que isso ficou definido pra mim quando o 11º Doutor tentou descobrir se ele era ou não uma garota. Mas pareceu mais interessante, e deixou os Time Lords mais interessantes pra mim, e coloquei no roteiro como algo que poderia ser descartável. A descrição da relação do Doutor com o Corsair foi ficando cada vez menor a cada roteiro que escrevi, mas além disso, fico feliz porque da próxima vez que a BBC for escolher um Doutor, a imprensa e os fãs vão debater duas vezes mais nomes de atores. E para mim, a Lady Doctor será sempre Joanna Lumley. Ela tinha bolotas Daleks. @inconsistentlysane @megamisswho @Sphinx24 @JosieLondon @AndrewFB @AJCunningham @Nancelarrikin @DManning18 @Pphotography @Vamp61616: Você vai escrever outro episódio? Se sim, sabe sobre o que será? Consideraria escrever regularmente para DW? Gaiman: Eu não sei. Eu amaria escrever outro episódio: nós estamos falando de DOCTOR WHO. Ninguém me pediu, e, o que é difícil de admitir, mas uma das razões pro episódio ter ficado bom foi que gastei boa parte dos últimos dois anos escrevendo e reescrevendo-o, enquanto não fazia o que as pessoas esperavam que eu fizesse. Agora estou tentando alcançar o que as pessoas esperam. Eu quero que tenha mais de um meu. Poderia me mandar pra Cardiff, sentar num canto e fazer nada além de imaginar aventuras pro Doutor. Isso seria grandioso.

Fechar Menu