Mandip Gill e Tosin Cole esperam que a diversidade da 11ª temporada inspire jovens fãs

Os novos integrantes do team TARDIS esperam que a diversidade presente na nova temporada da série de ficção científica possa ser um bom exemplo daqui para frente.

Boa parte do entusiasmo em torno da nova temporada de Doctor Who girou em torno do anúncio de Jodie Whittaker como a primeira Doutora e com a estrela de Broadchurch ansiosa para ajudar as jovens a se imaginarem como super-heroínas conquistadoras assim como os meninos são capazes há décadas.

No entanto, a série também se diversificou em outras áreas, com a renovada equipe TARDIS onde teremos Ryan e Yasmin, viajando com a Doutora (Jodie Whittaker) e Graham (Bradley Walsh) – interpretados pelos jovens atores Tosin Cole e Mandip Gill.

Em entrevistas exclusivas para a Radio Times, a dupla discute como foi crescer com poucos personagens não-brancos na TV e como é poder inspirar uma nova geração de crianças com seus papéis de alta visibilidade.

“Quando eu era mais nova, não sentia que estava representada na cultura popular – você não conseguia uma boneca parecida comigo nas lojas e não via muitas pessoas com quem eu poderia me identificar na TV”, diz Gill na nova edição da Radio Times.

“Eu costumava assistir ‘Um Maluco no Pedaço’ e ‘Eu, a Patroa e as Crianças’, porque é mais fácil se identificar com o que você vê ao seu redor”, acrescenta Cole.

“Isso não quer dizer que não assisti a outros programas, mas há uma aceitação mais fácil quando você vê algo que é familiar para você.

“Agora a diversidade é mais do que uma discussão, seja sobre gênero ou etnia. Ainda temos um longo caminho a percorrer, em termos de direitos iguais e representação igual nas telas, mas é emocionante para as crianças verem pessoas como elas na nova temporada – e para as garotas se tornarem super-heroinas!

“Espero que possamos inspirar e tocar as pessoas”, conclui ele.

Fonte: Radio Times

Nos acompanhe e curta nosso conteúdo!
error

Deixe uma resposta

Fechar Menu