RESENHA: Livro ‘The Christmas Invasion’ (Target Collection)

O Universo Who continua com resenhas dos livros baseados em Doctor Who e hoje temos The Christmas Invasion da Target Collection.

Apresentação

Oie rubians! Deixa eu me apresentar: sou a Renata, tenho 38 anos e conheci Doctor Who há quase 4 anos. Foi um caso de amor à primeira vista, especialmente pelo universo expandido. E é por isso que estou aqui, para falar com vocês sobre a minha paixão nesse universo todo: os livros de Doctor Who.

Vou começar pelas novelizações da Target, especialmente os 4 últimos lançamentos – as novelizações de Rose, The Christmas Invasion, The Day Of The Doctor e Twice Upon A Time.

Sobre a Target Books

Explicações básicas primeiro: a Target Books não tem nada a ver com a gigante americana do varejo Target. A Target Books é uma editora britânica criada em 1973 para editar livros em brochura para o público infantojuvenil. Logo eles conseguiram os direitos para publicar novelizações dos episódios de Doctor Who.

Lembrem-se: estamos falando de uma época em que a série já tinha 10 anos e estava consolidada na cultura britânica. Além disso, não existia VT – se você viu o episódio quando passou na TV, as chances de você ver uma eventual reprise eram praticamente zero. As novelizações, então, eram isso: um VT impresso, um meio de reassistir os episódios (especialmente aqueles que foram perdidos) e, ao mesmo tempo, um modo dos roteiristas corrigirem algumas falhas de roteiro ou inserirem cenas que o orçamento de duas xícaras de chá e meio pacote de bolacha não permitiu que fossem filmadas.

No começo de 2018 foram lançadas as primeiras novelizações relativas a episódios da New Who. E é delas que vamos falar aqui. Lembrando que essa leva tem, ainda, City of Death, mas é o mesmíssimo texto do James Goss e que foi lançado no Brasil pela Suma de Letras.

E você pode ouvir sobre o livro do James Goss aqui.

Ah sim: infelizmente os livros da Target não tem a mínima previsão de lançamento em português por essas bandas – nem eles, nem nenhum outro livro de Doctor Who, pra ser bem sincera.

Resenha

Por uma questão de tamanho de resenha, vou começar por The Christmas Invasion, o especial de Natal de 2005 que nos deu o início da era do 10º Doutor.

The Christmas Invasion foi novelizado por Jenny Colgan. Ela é uma autora bem conhecida no universo expandido, tendo escrito dois livros (Dark Horizons, do 11º, e In The Blood, com a dupla 10º e Donna) e vários contos e áudio-livros. Além disso Jenny é super fã da série desde a infância e uma escritora de primeira.

E por não ter sido escrito por um dos showrunners (como é com Rose e The Day Of The Doctor), a margem pra invenções fica limitadíssima. Mas temos um melhor desenvolvimento de histórias paralelas que não teriam tempo na TV.

E como acredito que você que está lendo isso já assistiu The Christmas Invasion na TV, eu vou me ater às mudanças, OK?

O minisode Born Again foi incluído na cena da regeneração, aumentando-a. Não sei vocês, mas eu sempre assisto Born Again antes de rever TCI… tem mais um pedacinho de diálogo ainda pra fazer o link entre o minisode e o início de TCI na TV, antes da Tardis sair batendo descontrolada nas paredes Powell State.

Começamos com a gênese da Guinevere One, a sonda espacial que é interceptada pelos Sycorax, desde a sua elaboração até seu lançamento ao espaço. Antes da cena da população subindo nos telhados tem uma cena muito legal do Llewellyn (o engenheiro chefe da missão) conversando com a Sally Jacobs, a mulher que acaba controlada. É uma cena que rola uma paquera, mas aquelas paqueras em que você se sente tão à vontade e conectado com a pessoa que acaba contando toda sua vida para o outro.  É uma cena meio agridoce, já que a gente sabe o que acontece com ele na nave Sycorax (e explica toda a preocupação dele com ela quando o controle começa).

Outra mudança é que o Doutor turbinou o laptop do Mickey durante a crise com os Slitheen e agora ele consegue acessar a intranet do Exército como se fosse um acesso de funcionário.

Pulamos para a nave Sycorax antes do duelo, quando o Doutor entra naquele frenesi verborrágico – que ficou tão grande que metade da cena foi cortada na edição final do episódio, incluindo a que ele fica procurando uma nova frase de efeito. A cena completa está no livro. Além disso, há uma explicação de que o sotaque do 10º se deve à Rose, meio que tentando explicar porque o Tennant não fez o Doutor com o sotaque escocês dele.

E lá na cena do guardar roupa da Tardis, já no finzinho do episódio, temos uma extensão, com o 10º passando pelas roupas das suas encarnações anteriores e lembrando de alguns momentos, e ele se olhando no espelho e percebendo que estava tudo meio embaçado, puxando os óculos do bolso para enxergar melhor.

E o livro termina com uma ceninha no epílogo do ponto de vista da Sally Jacobs sobre o que aconteceu com o Llewellyn (eles tinham um encontro marcado para depois), e do Mickey e da Jackie sobre a Rose indo embora novamente.

Tirando essas pequenas adições, a novelização de The Christmas Invasion é formada 90% pelo episódio da TV e, por isso, leva nota 8/10.

Infelizmente, no Brasil só é possível comprar o livro na versão eBook e em inglês. Se você se interessou pelo livro, basta clicar no banner para comprar na Amazon Br e ainda ajudará o Universo Who a continuar no ar.

 

Nos acompanhe e curta nosso conteúdo!

Deixe uma resposta

Fechar Menu