Review 11×10 – The Battle of Ranskoor Av Kolos

A Batalha de Ranskoor Av Blablablá não teve batalha, mas pouco drama e muitas pontas soltas para um fim da 11ª temporada de Doctor Who. Venha com a gente entender o porquê, neste review do season finale “The Battle of Ranskoor Av Kolos”.

Review 11x10, The Battle of Ranskoor Av Kolos - Autor: Djonatha Geremias

Apesar de eu me segurar para não falar de como esse episódio se enquadra terrivelmente na temporada como um todo, vou tentar (prometo) me ater apenas a ele.

Por isso, este review vai analisar os seguintes pontos do episódio:

  • Respeito ou desrespeito à continuidade dos episódios 1 e 2?
  • Qual o verdadeiro papel de Tim Shaw neste episódio?
  • A fé e os poderes dos Ux
  • O planeta Ranskoor Av Kolos
  • O figurante capitão Paltraki (e Yaz)
  • A disrupção “Graham versus Ryan e Doutora”

Portanto, coloque seus protetores neurais e desembarque com a gente nesse planeta desmiolador de mentes e de roteiro. (mais…)

Nos acompanhe e curta nosso conteúdo!

REVIEW: 11×02 – The Ghost Monument

Referências à série clássica e moderna não faltaram no 2º episódio da 11ª temporada de Doctor Who, que veio para reforçar o quão “Doctor” a nova Doutora é, e é disso que vamos falar neste review de “The Ghost Monument”.

The Ghost Monument

Uma avaliação tardia, mas diferente

Escrever um review de um episódio inédito de Doctor Who é algo que precisa de, primeiro, digestão.

Muitos reviews são escritos em poucos minutos ou horas logo após a estreia do episódio. Por isso, é comum que muito do que foi dito pelos rapidinhos seja igual ao que todo mundo já tenha pensado.

No entanto, depois que a maioria das vozes já falou todas as principais impressões e opiniões sobre as novidades mais chamativas, é que a gente consegue esfriar a cabeça e tentar oferecer algo diferente.

Na semana passada, Vinícius Viana trouxe o review de “The Woman Who Fell To Earth”, e agora é minha vez, Djonatha Geremias, de analisar “The Ghost Monument” – e a propósito, é o primeiro review que escrevo para o Universo Who.

Muitas pessoas amaram o episódio, outras nem tanto, e algumas definitivamente não viram nada demais. Para mim, este episódio é ouro, muito rico em informações e cheio de novidades e referências.

Neste review, eu abordo:

  • Nova abertura: sensação de parecer “mais curta”
  • Direção de Fotografia
  • Referências à 10ª temporada
  • Sequência de adrenalina sem cortes por 70 segundos
  • Sintonia entre Jodie Whittaker e o ator de Epzo
  • Inovação nos efeitos visuais
  • Análise dos “vilões” e a Mitologia das novas raças
  • Consistências e Inconsistências do roteiro
  • Dramas de vida das personagens
  • Atuação de Jodie e personalidade da Doutora
  • Personalidade da nova TARDIS
  • O porquê de a Doutora não ter querido saber mais sobre a Criança Atemporal (Timeless Child)

Espero que você goste. (mais…)

Nos acompanhe e curta nosso conteúdo!

Fechar Menu